0
Sobre Energia Solar

Como Funciona

Você sabia que a cada hora nosso planeta recebe do sol uma quantidade de energia suficiente para abastecer toda a humanidade por um ano? O painel fotovoltaico tem a capacidade de converter a radiação solar em energia elétrica.



Veja no exemplo abaixo como funciona o sistema de energia solar fotovoltaica.



Painel Fotovoltaico



As placas usadas nos sistemas de energia solar fotovoltaicos conectados à rede, que usam a energia solar para suprir a demanda energética de casas e empresas, são compostas de células fotovoltaicas, feitas de materiais semicondutores, como o silício. Essas células fotovoltaicas geram uma descarga elétrica quando há a incidência de raios solares, ou seja, elas têm a capacidade de gerar energia elétrica e não calor. O efeito fotovoltaico dessas células faz com que elas absorvam a energia do sol, fazendo a corrente elétrica fluir entre duas camadas com cargas opostas. Quando as partículas da luz solar (fótons) colidem com os átomos dessas células, provocam o deslocamento dos elétrons, gerando uma corrente elétrica. Isso acontece durante todo o dia, enquanto houver luz solar.

Quanto maior for a incidência de luz solar nas placas, maior será a geração de energia. O Brasil é privilegiado nesse ponto, pois a maior parte de sua superfície territorial possui alto potencial para captação de energia solar. É por isso que a energia solar é uma alternativa tão interessante e viável.

Para converter essas correntes elétricas geradas pelas placas fotovoltaicas é necessário o uso de um inversor de frequência, que irá alterar a frequência de energia gerada pelo sistema solar para que seja compatível à usada na rede elétrica de uma casa ou empresa. A energia gerada pelas placas está em corrente contínua e a energia usada em sua casa, por exemplo, deve estar em corrente alternada.

 

Inversor



O inversor é responsável por transformar a corrente contínua gerada pela placa solar em corrente alternada, ou seja, o “tipo” de eletricidade que é compatível com a energia que utilizamos na nossa casa. Ele também garante a segurança do sistema, não deixando que a eletricidade seja injetada para a rede elétrica quando houver falta de luz, por exemplo.

 

Distribuição



Desde 2012 é viável gerar a própria energia e estar conectado à rede elétrica da distribuidora. Segundo as diretrizes estabelecidas pela ANEEL (Resolução Normativa nº 687/2015), existem algumas normas para o sistema de “compensação de energia”, que resultam no chamado “créditos de energia”. Essa solução permite que quem investir em energia solar, realize essa compensação de energia com a rede elétrica e, consequentemente, obtenha um custo menor no final do mês com energia elétrica.

Nos momentos que a geração for maior que o consumo, a energia excedente será disponibilizada à rede da Concessionária e essa energia são os chamados créditos de energia que poderão ser utilizados nos próximos meses ou em outros imóveis. Caso a geração de energia seja menor do que a energia consumida, o consumidor pagará pela diferença entre a energia utilizada e a energia gerada, resultando em economias mensais significativas.

Solicite uma análise sem compromisso para compreender a economia que a energia solar fotovoltaica pode proporcionar à sua casa, à sua empresa ou a seu agronegócio.